4º Mês – Salto do desenvolvimento e as comparações

junho 21, 2018

Todos falaram dos saltos de desenvolvimento, que a criança muda muito, que não dorme mais, que não come mais, que fica chata. Bem, isso não aconteceu por aqui, nossa filha só teve 1 único dia que não dormiu direito e tive que ficar com ela a noite toda, mas foi por conta de gripe, não conseguia respirar direito, então fui dar nebulização levantar um pouco, mas fora isso, não teve nada.

Mas uma vez falo, as vezes damos muito, muito ouvido a o que todos falam e tentamos enquadrar nossos filhos no que ocorre com os outros, sempre tentei ver minha filha como um ser humano único, ela tem os momentos bons e nos ruins dela, tem o temperamento dela, as preferências dela, não posso ficar esperando que tudo ocorra no mesmo tempo e da mesma forma. Temos outros amigos que também estão com filhos na idade próxima e sempre tem aquela de querer comparar.

Essa é uma parte chata no crescimento do filho, sempre tem alguém querendo comparar, seja para o lado bom ou o ruim, sua filha já faz isso? Sua filha ainda não faz aquilo? Cada criança tem seu tempo, algumas coisas dependendo da rotina de casa, a criança se desenvolve melhor naquela área, em outras não tudo depende muito do incentivo, do estímulo. Nunca gostei das comparações, nem deixava isso ocorrer com ela, quando vinha com muito alarde porque ela já faz isso? Ou Ainda não faz? Eu tentava explicar que ela tem o tempo dela, assim como os amigos também, levava na pediatra, tinha a certeza que ela estava bem, então o resto, vai com o tempo.

Não espere que seu filho seja igual a ninguém, nem superior a nenhuma outra criança, se preocupe em ele está crescendo com saúde e sendo amado, o resto vem com o dia a dia, com o tempo. Certas coisas eu fazia e ainda faço, mas no natural e a resposta vem no desenvolvimento. Desenhar com seu filho, ler um livro para ele, ajudar a segurar a mamadeira, fazer carinho, ensinar o que é dar carinho, receber carinho.

Para mim e eu não sou pedagogo nada disso, mas acredito plenamente que não tem idade que a criança começa a aprender, ela nasce aprendendo, então tudo que você fizer como pai, ela vai aprender sim, seja isso com ou ruim, isso que eu vejo aqui em casa. Você pode não ver no exato momento, mas vai ver no futuro e é muito interessante isso, até seus toques mais delicados com sua filha ou filho, no momento certo aparecem de volta ela fazendo em você.

Hoje minha filha está com 1 ano e 8 meses, estou escrevendo e lembrando agora dessas coisas, e é muito bonito ver certos detalhes de carinho. Ela toda vez que pegava, sempre coloquei no braço e ficava fazendo carinho nas costas dela e cantando. Hoje quando tiro ela dos berço quando acorda, ou quando ela esta com sono e quer dormir, eu sinto uma mãozinha nas minhas costas fazendo carinho, da mesma forma que sempre fiz com ela, não pedi para ela fazer isso, não diretamente ensinei a fazer isso, mas ela sozinha entendeu que ali é uma forma de carinho.

Faço, cuide, isso via ter retorno, ao menos via ter retorno a ter crescer e ter mais vontades e controles pela vida dela, mas eu tenho certeza que o que foi ensinado, ficará lá sim, no coração dela, sabendo que foi cuidada e amada.

Você pai, participe sim do cuidado do seu filho ou filha, em todas as áreas, eu não me arrependo em nada, nenhuma noite que acordei para cuidar da minha filha, nenhuma manhã brincando, trocas de fraldas, leitura de livro, historias  e músicas cantadas e inventadas para ela acalmar e dormir.

Participe!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *