7º Mês – Interação a todo vapor e dentinhos a caminho

setembro 22, 2018

Quando voltei das férias estava no momento mais gostoso com minha filha, a vontade dela de interagir com o mundo era muito engraçado. Ele queria engatinhar sem saber, dava gargalhada do nada, já sabia de longe quando eu estava chegando perto ou minha esposa.

Tudo colocava na boca, era uma luta, porque não podíamos deixar nada muito perto ou fácil, que rapidinho ela colocava na boca, compramos até aqueles mordedores, nem todos ela gostava, um ou outro ela usava para coçar a gengiva para o nascimento dos dentinhos.

Compramos aquela pomadas e creme para a gengiva, remédio para febre, porque todo mundo que a via, colocando as coisas na boca, já avisa… Tem dentinho vindo ai, se prepara para ela ficar mais manhosa, chorosa e inquieta, vai ter febre, pode esperar.

Nada disso aconteceu, a minha filha não teve nenhum desses sintomas, e sim, nasceram os dentes, alguém pode pensar… não teve mas também não teve dente nascendo! 😉 Nasceram sim, primeiro foi o dente inferior, dois da frente, depois os superiores começaram a nascer, tudo como tinha que ser.

Nosso bebê esta crescendo, querendo ultrapassar os limites dela, querendo sentar sozinha, eu colocava a mão para ajudar, ela já ia tirando, tomou o primeiro tombo maior, ao tentar sentar, virou e caiu no chão. O chão estava forrado, mesmo assim deu pena em ver a cara dela de espanto. Mas foi aprendendo a se equilibrar, conhecendo os limites e se superando a cada dia.

Minha jornada como pai continuava pela manhã, comecei a incluir outras atividades com ela na parte da manhã, ficar sentada ouvindo história já não era o suficiente, ela queria pegar na folha, passar a página, ou melhor, rasgar a página, pedia colo, e começava a entender que tudo tinha seu momento.

O momento de brincar, o momento de comer e o momento de dormir. Eu mantive a rotina dela, mantenho até hoje ela com seus 1 ano e 8 meses (Janeiro de 2020), a rotina de acordar, trocar a fralda, comer, esperar eu tomar meu café, brincar com ela, ela dorme um pouco, acorda, lancha, brinca e vamos pegar a mãe dela para almoçar.

Quando falo que a rotina ajuda, não é simplesmente por falar, mantenho dessa época, hoje ela é mais independente, não preciso coloca-la na cadeirinha para esperar eu preparar o leite dela da manhã, ela já vai sozinha para cozinha, senta na cadeirinha dela, essa da foto, espera eu preparar o leite, e depois vai comigo até a sala, sobe no sofá, senta no meu colo e toma o leite enquanto faço carinho na cabeça dela, e se paro o carinho, ela pega minha mão e põe na cabeça dela! Folgada!

A vida é feita realmente de pequenos momentos, aproveite da melhor maneira esses pequenos momentos com seu filho, mesmo sem perceber, isso vai marcando a vidinha dele, quando você menos percebe, já está na rotina, a vida fica mais fácil e você consegue aproveitar mais os momentos com quem você ama.

Percebi que minha filha não queria os melhores brinquedos do mercado, ela queria os melhores momentos com os pais, queria e quer tê-los por perto a medida do possível, mesmo que isso signifique ter só o papai ou só a mamãe, mas que tenha quem ama sempre por perto, é melhor que qualquer brinquedo.

A maior recompensa é poder olhar nos olhos do seu bebê, receber um sorriso e ver a alegria legítima dela em saber que ali ela tem alguém que cuida e que a ama. Ame sim sua filha, seu filho, ame seu lar, não me da garantia alguma que não terei problemas, mas me da a garantia que mesmo no problema, eu terei com quem contar e preciso me levantar, porque tem alguém bem mais frágil que eu que depende totalmente de mim.

Brinque, sorria e crie novas tarefas com seu filho. Todos que já tiveram filhos me falam.. Aproveite esse momento porque passa rápido. Realmente tem passado muito rápido e tenho tentado aproveitar ao máximo. Espero que você também esteja aproveitando.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *